quarta-feira, 11 de maio de 2016

NUTRINDO A SEXUALIDADE DE SEU FILHO DURANTE A INFÂNCIA

Neste post, usaremos as sugestões de Gregory Popcak, em seu livro Parenting with Grace. Ele afirma que, para uma educação sexual católica saudável para crianças entre 6 e 10 anos de idade é necessário transmitir um senso saudável da identidade de gênero, fazer do seu casamento um modelo e dar respostas diretas às questões sexuais.

1. Transmita um senso saudável da identidade de gênero

Primeiro, este é o momento em que seu filho estará se identificando com o pai do mesmo sexo para aprender o que significa ser homem ou mulher. A Igreja dá algumas diretrizes para fazer isso na Verdade e Significado da Sexualidade Humana:
“Um menino ou menina em fase de crescimento está aprendendo do exemplo adulto e experiência familiar o que significa ser homem ou mulher. Certamente, expressões de ternura natural e sensibilidade não devem ser desencorajadas entre meninos, nem as meninas devem ser excluídas de atividades físicas vigorosas.”
A Igreja ensina que os papeis dos homens e mulheres são complementares e as diferenças de gênero são melhores entendidas como diferenças nas ênfases mais do que qualquer outra coisa. Em outras palavras, homens e mulheres não são definidos tanto pelos trabalhos que fazem mas são definidos pelas formas únicas com que seus corpos permitem que eles se aproximem de certos trabalhos e papéis. Por exemplo, tanto o homem como a mulher são encorajados a nutrir e amar seus filhos, da mesma forma que Deus nos ama e nos nutre. Mas Deus deu à mulher a habilidade de amamentar, então a mulher se aproximará deste trabalho de nutrir seu bebê diferentemente do homem, que irá se aproximar disso ao brincar de "brigar" ou passar a barba na barriga do bebê, ou um milhão de outras coisas que apenas o homem pode fazer através de seu corpo para seu filho ou filha. Como você pode ver por esse exemplo, ambos homem e mulher estão fazendo um trabalho similar (o trabalho de nutrir), porém eles estão enfatizando diferentes aspectos deste trabalho em particular, esta ênfase sendo baseada nas formas únicas que Deus fez seus corpos.

A melhor maneira dos pais ensinarem seus filhos a serem homens e mulheres é ensiná-los como serem primeiramente bons seres humanos, ao modelar amor, responsabilidade, serviço generoso e competência geral em todas as tarefas da vida diária. Então, ao permitir que nossas filhas trabalhem junto com suas mães e nossos filhos trabalhem junto com seus pais, estamos ensinando a eles as maneiras peculiares de cada sexo realizam as diferentes tarefas necessárias para o bem geral da família. Quer sejamos homens ou mulheres, Deus espera que exibamos todas as qualidades que Ele exibe, como atenção amorosa, serviço generoso, emotividade  saudável, racionalidade, comunicabilidade, e por aí em diante. A única diferença é que, porque Deus nos deu corpos diferentes, cada um de nós sendo homem ou mulher, viveremos estas qualidades com uma ênfase diferente.

2. Faça do seu casamento um modelo

Segundo, a melhor maneira de ensinar seu filhos a como ter um relacionamento adulto amoroso e responsável é trabalhar para você mesmo ter um. Seu casamento é o melhor professor que seu filho jamais poderá ter. Você pode fazer tudo certo como pai, mas se você não está trabalhando para manter um casamento amoroso e responsável de forma constante, então você está dando um tiro no pé. Lembre-se, o principal objetivo da disciplina é ensinar seus filhos como ter um relacionamento adulto saudável com outros e com Deus que os criou. Mas você não pode dar aquilo que não tem.

3. Dê respostas diretas sobre questões sexuais

Terceiro, enquanto São João Paulo II se referiu as idades entre cinco e onze como os "anos da inocência", as crianças estão aprendendo e se envolvendo com comportamentos sexuais mais cedo do que nunca. Não é incomum para nós ouvirmos sobre crianças tendo suas primeiras experiências sexuais sérias na quinta série. Mesmo se seu filho - queira Deus - não está se envolvendo em tais práticas, é inevitável que ele tenha questões diretas sobre sexo, as quais você deve estar preparado para responder honestamente, casualmente e respeitosamente.

Quando seu filho perguntar sobre sexo, sua atitude vai transmitir mais que suas palavras. Se você estiver com medo e tenso, é isso que seu filho se lembrará mais do que qualquer coisa que você diga. Se, de outro lado, você for inapropriadamente brincalhão e desrespeitoso sobre isso, eles também se lembrarão disso. Como o Pe. Trese sugere, e a Verdade e Significado da Sexualidade Humana ensina, é melhor abordar estas questões respeitosamente, mas com afeição e humanidade.

Deixe seu filho liderar as discussões sobre sexo. Não se lance em grandes explicações sobre a mecânica ou até mesmo de manifestações pecaminosas do sexo. Mantenha suas respostas simples, como por exemplo: "Sexo é um tipo especial de abraço que Deus deixa que os pais e mães se deem um ao outro onde todas as suas partes se encaixam e Deus pode fazer um bebê. Vocês não podem fazer bebês uns com os outros em um abraço normal. Mas quando jovens homens e mulheres estão prontos para terem bebês, eles se casam e é permitido que eles dividam esse tipo especial de abraço um com o outro. E esse abraço faz Deus muito feliz."


Você pode desenvolver esta linha de pensamento conforme os anos passam, mas apresente isso cedo o suficiente para que seus filhos não ouçam algo do seus pares primeiro. (Uma idade específica é difícil de dizer. Como sempre, é melhor deixar que seu filho diga quando ele estiver pronto. Mas é mais seguro apresentar essas questões um ano antes do que eles precisariam do que um dia depois de já terem ouvido sobre isso de outras pessoas). Esta explicação cobre todas as bases. Sexo é um dom divino; sexo é intimamente ligado com filhos; sexo é um direito exclusivo de homens e mulheres que são casados; sexo e casamento são para pessoas crescidas o suficientes para desejarem ter seus próprios filhos.

photo credit: <a href="http://www.flickr.com/photos/35188158@N00/292938407">Smile</a> via <a href="http://photopin.com">photopin</a> <a href="https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/2.0/">(license)</a>

2 comentários: