sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

FAMILIA A MAIS BELA COMUNIDADE DE AMOR

A família é uma comunidade de pessoas (os esposos, pais e filhos) e fundamentada no amor tem como primeira finalidade viver fielmente esta realidade de que formam uma comunidade[1], de que são responsáveis uns pelos outros, pela felicidade do outro, pelo cuidado do outro e juntos formam a célula originária da vida social.[2]
É interessante notar que no relato da criação do mundo, Deus cria a luz, a terra, o céu, enfim, todas as coisas utilizando-se a palavra: “faça-se”.Todavia, quando foi criar o homem, disse: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança.”[3]. Neste momento, não é apenas Deus Pai quem cria o ser humano, há uma reunião da Trindade Santa, Pai, Filho e Espírito Santo e o homem é criado à imagem e semelhança da Santíssima Trindade. E a Santíssima Trindade é família, é uma comunidade puríssima de amor. Portanto, Deus desejou criar o homem e a mulher como família. 
Desta forma, sempre foi dos planos de Deus que o homem e a mulher se tornassem uma família, uma comunidade de amor e de vida, reflexo da Santíssima Trindade. Nesta família divina, o Pai, o Filho e o Espírito Santo vivem infinitamente felizes porque se amam com um amor infinito, pelo que a família humana é chamada a ser o modelo de qualquer sociedade sadia [4].
Outra grande prova do amor de Deus pela família e de sua missão é que Jesus nasceu em uma família e permaneceu nela por 30 anos. O Pai poderia escolher qualquer outra forma de enviar seu divino Filho para o mundo, porém, optou por fazê-lo através de uma família, santificando, desta forma, o convívio familiar.
A permanência de Jesus por 30 (trinta) anos na Sagrada Família de Nazaré também é muito significativa, pois comparando o tempo de sua vida pública, que durou apenas 3 (três) anos, ele dedicou 90% (noventa por cento) do tempo de sua existência terrena para a família. E isto significa que para Deus a família é o bem mais precioso que uma pessoa possui, família é sagrada!
É na Sagrada Família de Nazaré que Jesus, o Verbo Encarnado, encontra a acolhida mais plena, onde vive a realidade mais profunda de sua vida que é fazer a vontade do Pai. Desta forma, a vida oculta e a vida pública de Jesus possuem o mesmo objetivo, a mesma missão: ser em tudo obediente ao Pai e só lhe causar alegria. E esta obediência ao Pai se concretiza através da obediência aos seus pais terrestres: José e Maria, em tudo lhes sendo submisso, santificando também a vida diária, a vida comum em Nazaré, com suas alegrias e tristezas. [5]
Mais uma prova do amor de Deus pela família foi o fato do primeiro milagre de Jesus ter sido realizado em uma cerimônia de casamento, onde estava iniciando uma família, a pedido de sua Mãe, Maria.
Na narrativa deste Evangelho[6], Jesus deixa claro que sua “hora” ainda não havia chegado, ou seja, que a princípio ainda não deveria mostrar seu poder, porém, a pedido de sua Mãe, realiza o milagre, causando grande alegria aos noivos e abençoando o nascimento de mais uma família.
A família pode ser considerada a base da sociedade porque é nela, no convívio familiar, que a pessoa deve aprender a amar, aprender a ser filho e a ser irmão. Nela deve aprender a conviver em sociedade, a tratar adequadamente as demais pessoas que convivem com ela. Deve ainda aprender a dar amor, porque recebe amor.
"O futuro da sociedade e da Igreja passam por ela. É a família que os filhos e os pais devem ser felizes. Quem não experimenta o amor no seio do lar, terá dificuldade para conhecê-lo fora dele." [7]
Assim, a pessoa se desenvolve e amadurece sadiamente se as suas vinculações familiares são sadias. Estas vinculações "são como raízes que permitem que a árvore de sua personalidade seja capaz de resistir aos revezes da vida." [8]
O Padre Kentenich, fundador do Movimento de Schoenstatt, costumava dizer: "A história dos povos nos ensina um fato importante. A sociedade e a família se salvam ou se arruínam juntas." [9]. Portanto, para se conseguir resgatar a sociedade atual é necessário resgatar a família, seus verdadeiros valores e sua missão original que é ser a mais bela comunidade de vida e de amor.



[1] Familiaris Consortio, no. 18
[2] CIC 2207
[3] Gn 1,26
[4] Pe. Nicolás Schweizer, publicado em Reflexões, no. 49, de 15.12.2008
[5] Idem pg 214            
[6] Jo 2, 1-11
[8] Pe. Nicolás Schweizer, publicado em Reflexões, no. 49, de 15.12.2008
[9] Pe. Nicolás Schweizer, publicado em Reflexões, no. 49, de 15.12.2008

3 comentários:

  1. A sociedade é reflexo da estrutura familiar. Uma sociedade corrompida dominada pelo crime é uma sociedade que foi formada por família alheia a religião, pais que não levaram a sério o batismo de seus filhos. "A família que leva seus filhos à Igreja não os buscam na cadeias, ou mortos na sarjeta".

    ResponderExcluir